Mulheres Infiéis

Desde sempre a que natureza humana nos puxa para que tenhamos sexo com o maior número de parceiros de forma a procriar e a manter a espécie, por essa razão é que é natural haver mulheres infiéis. Tal como os homens as mulheres sentem desejo pelo sexo oposto e por outros homens que não os maridos, mas a religião e a sociedade foi proibindo, ao longo dos séculos, a sua emancipação. Desde muito cedo os homens sentiram-se vulneráveis e inseguros em relação à sexualidade e a forma de controlar os seus medos foi controlar a mulher socialmente para que ela não pudesse, sequer, conhecer intimamente outros homens. Portanto ser infiel é algo natural na natureza. Mas os homens condicionaram os direitos e liberdades sexuais das mulheres para poderem só eles ser infiéis e que a sociedade considerasse isso como algo normal.

Mas nos tempos modernos as mulheres conquistaram mais liberdade e mais emancipação e revoltaram-se contras as mentes e teses machistas que tanto nos inibiram durante séculos. Hoje mais que nunca já nem devemos usar o termos mulheres infiéis. Apenas mulheres. Mulheres que querem desfrutar do sexo em toda a sua plenitude e usufruir dos prazer da vida. Já nenhum mulher está condenada a viver uma vida sem orgasmos . Já nenhuma mulher tem que viver uma vida de mentira, medo e reprovação social e religiosa só porque tem desejo sexual e fisico por outros homens. Muitas vezes as mulheres casadas querem continuar casadas com o homem que estão. Porque o amam, porque são felizes ao lado do companheiro, no entanto querem-se envolver sexualmente e obter muito mais prazer sexo e fisico.