Casadas Lisboa

Lisboa sempre foi um grande bastião das mulheres casadas infiéis em Portugal. Não é preciso ser muito inteligente para perceber onde existem mais mulheres casadas em Portugal é em Lisboa, porque também é a zona mais populosa do pais. A zona de Lisboa e Vale do Tejo albergam uma grande quantidades de casais, logo é absolutamente normal existir uma grande quantidade de infidelidades no seio destes casais mais citadinos. Os casais estão quase todo o dia fora e passam imenso tempo no trabalho e nos transportes, por isso quando chegam a casa não há muito tempo para o amor ou para o sexo. Portanto como os lisboetas passam tanto tempo a trabalhar é normal que aconteçam muitas aventuras extra-conjugais.

Por exemplo, na linha de Sintra as pessoas demoram imenso tempo para chegarem a casa e normalmente as pessoas que vivem, na Amadora, Sintra, Cascais, Oeiras, Odivelas levam cerca de duas horas a chegarem a casa e tanto o IC19 como os comboios da linha de Sintra andam apinhados de gente. E aqui também é fácil conhecer pessoas que fazem a mesma viagem todos o dias.  Se formos atenciosos poderemos meter conversa com outro passageiro frequente e quem sabe não nasce ali uma aventura amorosa entre duas pessoas casadas que tem um casamento chato e enfadonho ?

Quem vive em concelhos mais afastados e para norte também não tem melhor sorte, porque a entrada norte de Lisboa esbarra na segunda circular que está quase sempre lenta e com muito transito. Logo os amantes aqui perdem imenso tempo para chegar a casa e quando chegam a casa só querem é descansar e já não há tempo para a vida intima entre os casais. Imaginem quem trabalha em Lisboa mas tem de vir de Vila Franca de Xira, Alenquer, Arruda dos vinhos, Cadaval, Lourinhã, Torres Vedras, Mafra, etc. Mesmo indo trabalhar de comboio ou autocarro as viagens são cansativas, mas tem a vantagem de se conseguir engatar alguém casado ou solteiro para um encontro. Se os dois forem casados melhor porque assim ninguém fala, mas os solteiros hoje em dia também gostam de ser discretos.